10 de fev de 2010

A EFT é tão óbvia! Por que não foi descoberta antes?

A EFT é tão óbvia! Por que não foi descoberta décadas atrás?

Nota: Este artigo pode ser útil para aqueles que desejam explicar a “estranheza” da EFT a outros. É uma boa ponte para alcançar sistemas de crenças resistentes.

A EFT deveria ter sido descoberta há cinqüenta anos atrás e deveria ser tão comum hoje quanto a aspirina. No entanto, apesar dos irrefutáveis resultados clínicos, ainda encontra resistência de certos cientistas e outras pessoas que estão ligadas a métodos convencionais.
Eu não sei se é o seu caso, mas eu aprendi nas aulas de química do segundo ano em 1958, que os blocos de construção de TODA a matéria (incluindo o corpo humano) são ÁTOMOS. Isto não era novidade... até mesmo naquele tempo. Ninguém contesta este fato. Nem ninguém contesta o fato de que são feitos de ENERGIA.

Einstein depois enfatizou este ponto com a sua Teoria da Relatividade, onde ele desenvolveu a famosa fórmula...

Energia = Massa vezes a velocidade da luz ao quadrado
E = mc2

Em termos simples, isto significa que a matéria física, incluindo o corpo humano, é FEITO DE ENERGIA. Então, apesar do corpo humano poder parecer sólido, a sua base é feita de energia.
Este simples fato é uma das descobertas mais universalmente aceitas no mundo científico. Que eu saiba, nenhum cientista em nenhum lugar discorda disto. A sua aceitabilidade está ao mesmo nível do da lei da gravidade.
Entretanto, por razões que só o cosmos pode saber, as ciências de cura ocidentais têm… ignorado este fato.
Que visão míope! Pelo contrário, eles continuam a referir-se ao corpo humano como uma entidade física e passam ignorantes pelas raízes energéticas. Eles tratam o corpo como... uma bolsa cheia de partes do corpo e química.
Portanto, os seus métodos envolvem a reparação e a reposição das partes do corpo (cirurgia) e a “correcção” da química por outra química (drogas).
Muitas coisas úteis vieram desta abordagem convencional, e não estou a desprezá-la. Na verdade, fico feliz que isso exista e respeito aqueles cientistas diligentes e os praticantes de cura que têm utilizado esta abordagem. Se eu tivesse um apêndice inflamado, por exemplo, eu iria com entusiasmo e voluntariamente para a mesa do cirurgião.
Entretanto, para as ciências de cura ocidentais ignorarem o fato bem estabelecido de que o corpo, ao mesmo tempo que é sólido também é feito de energia, é como utilizar óculos que permitem apenas ver alguns metros à frente. Praticantes de EFT estão a oferecer a essas pessoas um par de óculos com um alcance maior, e, gradualmente, os céticos estão começando a experimentá-los. Aqueles que viram não podem ignorar, e, portanto, estão a adicionar à bola de neve da educação que está a trazer estes procedimentos ao público.
Qualquer um que tenha estado próximo do uso competente da EFT, mesmo que por poucas semanas, com certeza terá visto muitos casos onde um progresso dramático foi feito em ambos os níveis físico e emocional, SEM QUE QUALQUER MÉTODO CONVENCIONAL FOSSE USADO. Muitos destes resultados violam completamente as crenças herdadas inerentes às ciências de cura ocidentais. Por exemplo, como seria possível, sob as definições ocidentais convencionais...
A Síndrome do Stresse Pós Traumático ceder completamente sem drogas psiquiátricas?
Muitas fobias de uma vida inteira desaparecerem no que chamamos de “milagres em um minuto”?
Vícios serem eliminados em instantes?
Síndrome do Túnel Carpal desaparecer sem a cirurgia normalmente prescrita?
A intolerância a lactose desaparecer apesar do paciente que supostamente não tem enzimas necessárias para digerir produtos à base de leite?
Para enxaquecas desaparecerem (frequentemente de forma permanente e em instantes) sem qualquer tipo de droga?
Assim, praticantes de EFT executam estes “milagres” diariamente... bem como centenas mais. Praticantes de cura ocidentais são duramente pressionados a explicar estes resultados e usam a explicação do “placebo” ou “cura espontânea” ou “a mente sobre a matéria”. Elas não podem ser explicadas através do paradigma atual. Desta forma, o que é preciso é um olhar diferente para o corpo humano...outro paradigma. As explicações convencionais precisam obviamente de ajuda.
E que escolha seria mais lógica do que seguir Albert Einstein e a descoberta científica mais fundamental do último século? Porque é que os cientistas não começam a ver o corpo como uma configuração de energia e vêem onde isso os pode levar? Os praticantes de EFT têm feito isto ao longo dos anos e as provas clínicas já são muitas. Estão a apontar para o óbvio e os resultados são de fazer cair o queixo... mesmo quando feito por cidadãos comuns.
Não quero dizer com este artigo que se deva abrir mão das muitas das descobertas convencionais que nos trouxeram, sem dúvida, benefícios de cura. Ao invés, estou a sugerir que poderíamos abrir as portas para o óbvio e misturar a EFT com o melhor que temos para alcançar a cura. Os resultados devem elevar a cura a um patamar totalmente novo (e com baixo custo).
Então, eu aconselho a comunidade científica e os céticos convencionais a investigar o óbvio. Não somos perfeitos aqui na terra da EFT, e tenho a certeza que alguma dia as nossas teorias serão revistas. É desta forma que a ciência progride. Mas, por agora, estamos a fazer milagres diariamente e destruindo a lista convencional dos “o que se pode” e “o que não se pode”.

A EFT é óbvia, e, algum dia, com a sua ajuda em espalhá-la, será tão comum que, o que nós chamamos agora de milagres, serão simplesmente resultados de rotina.

Abraços, Gary.
por Gary Craig (Criador da Técnica - EFT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário