25 de mar de 2011

JESUS E O SISTEMA DE CRENÇAS



Mensagem de Kryon Canalizada por Ginaiá Ferreira 
18 de Março de 2011 - São Paulo, SP, Brasil
Saudações da Luz queridos Mestres!

Eu Sou Kryon e represento a Consciência do Amor de Deus em manifestação.
É com ilimitada honra que neste momento, Eu e toda esta Comitiva de Seres das Mais Altas Hierarquias, aqui viemos porque você, anjo amado, está pronto para um salto significativo nesta etapa da jornada.
Tome uma respiração profunda... Permita que esta energia de Amor Ilimitado preencha o seu coração e lhe permita ancorar todas as memórias que estão prontas para ser integradas neste estágio no qual você se encontra. Há uma energia poderosa de transfiguração disponível e você precisa dela para um novo e significativo salto. Desta vez há muito em jogo para que você permaneça apenas à margem. Há um chamado ecoando e você “ouve” a voz do Espírito do Amor de Deus...
Sinta toda esta Comitiva, sinta o Amor e a honra que nós, deste lado do véu, sentimos todas as vezes que o humano que se torna divino permite este encontro. Respire e sinta nossa Presença. Há muito a ser dito neste encontro.
Há uma energia que precisa ser corrigida neste ponto em que a humanidade se encontra. A única forma de RE qualificar esta energia é RE estabelecendo a verdade, ainda que os fatos que corroborem com estas afirmações estejam a ser desvendados desde muito tempo e, apesar de todos os questionamentos, há falsas verdades imperando em seus anais históricos.
As mesmices da sua história recente se encontram compiladas e escritas sobre outras bases.  A verdade pede passagem. As bases que não refletem toda a verdade ou apenas uma parte muito pequena que os permite vislumbrar as coisas de um ponto de vista muito tacanho e estreito estão para ser mudadas.
A natureza da verdade histórica será RE estabelecida a partir de um determinado ponto, que é específico e isto é muito apropriado que ocorra agora para a RE constituição dos fatos acerca de sua realidade ideológica – religiosa – conceitual atual. O mundo tal qual o concebem não foi edificado da forma que imaginam e, nem o que ouviram falar ou aprenderam em suas escolas e está registrado como verdade pura, reflete a natureza verdadeira dos acontecimentos consoante ocorreram de fato e de direito.
O que temos a dizer-lhes, neste ínterim, é que um grande Império construído em cima de inverdades, invencionices de toda ordem e com o posterior sacrifício de muitas vidas ceifadas que estavam antes a corroborar com a veracidade dos cenários ali envolvidos e o que se desenrolou a partir deles, está prestes a ruir-se e isto deve cumprir-se. Faz parte de um grande Plano Diretor Divino, que neste momento, a verdade seja RE estabelecida sob suas bases originais e que uma RE organização seja levada a efeito, diante do que está para ser desvendado. Não é o caos meus amados, trata-se apenas de RE organização.
Estamos falando da idealização que foi construída em seu plano físico com o cunho de Igreja Católica Apostólica Romana. Suas bases e fundamentos de edificação foram constituídos a custa de lágrimas e sofrimentos sem fim, perpetrando o paradigma da dor e da separação por mais de 2.000 anos. Toda a Era de Peixes, conforme a vivenciaram, está embasada neste cenário. Seus personagens expostos e ocultos, anônimos ou públicos são espelhos que refletem esta realidade holográfica que será desconstruída junto com o Velho Paradigma.
A iconolatria reinante nesta manifestação insuflou e fortaleceu o ego espiritual e multiplicou suas dissidências, alastrando suas vertentes, desde o passado longínquo. Isto tudo fora levado a efeito com base na LEI do Livre Arbítrio e na Soberania da Raça dos Homens. Nós não impedimos suas realizações enquanto decidiam sobre quais cenários desejavam encenar suas personas e se movimentar enquanto experimentavam as vibrações densas.
Tudo foi honrado e nós apenas torcemos para que vocês RE estabeleçam uma nova ordem que os permita compreender a si mesmos sob uma nova ótica. Que surja um novo prisma, muito mais abrangente e cheio de possibilidades, que o deixe manifestar desta vez o que realmente você representa: suas capacidades e o que veio fazer neste plano de densidade.
Uma religião nasceu no passado e a história, já deturpada desde éons, morria definitivamente com seu caráter informativo e sofreria uma “ruptura holográfica” a partir desta concepção idealizada. O sistema ficaria indefectivelmente infestado por uma espécie de vírus de transição. A humanidade atravessaria um período obscuro e tenebroso.
Até que decidissem pela RE conexão Divina, viveriam esta espécie de “torpor”, onde embalados por um enredo incorporado de outra mitologia, ergueriam seus castelos de areia, esperando um forte vento que viria, em tempo oportuno, do outro lado do véu, soprando contra as bases da inconsciência tridimensional.
O que você pensa sobre o humano que aceita que é divino e aceita que seja possível uma “aliança com Deus”? Você realmente crê nisto? Ou você fica conjecturando o quanto isto seja apropriado para os padrões da sociedade na qual você está inserido? Você acredita mesmo em “Deus”? Em qual “Deus” você crê? O que lhe parece esta metáfora: o seu coração está guardado onde fica o seu maior tesouro. Encontre o que considerar “tesouro” e encontrará o seu coração e todos os critérios que julga importantes!
Então anjo amado, esta é a parte mais humana de você mesmo...
Mas, saiba que ela é incrível, ela é perfeita, ela é desafiadora. A sua parte mais humana é muito honrada, é perfeita e chegou até aqui, neste ponto. Agora pense, por um momento, por que você viria para esta jornada? Pense, sinta e reflita. O que faria você vir aqui, neste lugar tão cheio de desafios, cheio de dificuldades e repleto de armadilhas criadas pelo seu inseparável companheiro de caminhada, o ego?
Seria movido pela tentativa de compreensão de “Deus” o motivo que o traria até a Terra, em um corpo humano, singular, único, porém de carne, perecível, sujeito às vicissitudes da vida material? Um corpo que quando está se formando está sujeito inteiramente aos cuidados de outro humano e que a qualquer mínimo descuido pode vir a perecer? Você se pergunta se esta fragilidade imensa, a que o humano fica sujeito ao longo de sua existência, estes perigos eminentes, proviriam de “Deus”?
E, se, acaso “Deus”, consoante você o concebeu não existisse e nem toda esta circunstância que o leva ao inexorável axioma da impossibilidade da criação sem “Deus”, ao quê você imputaria esta questão? Como resolver isso de forma a convencer a lógica racional tridimensional desta possibilidade de estar aqui? Como explicaria isto, anjo querido?
Decerto você arguiria... Ah! Kryon, mas isto, para mim, não é mesmo possível... Não poderia ser possível. Meu corpo é feito de carne, é material e em nada difere de qualquer outra concepção material, a não ser pela presença indelével daquilo que chamamos consciência, que o anima e o difere das demais criações existentes no meio material. Eu possuo inteligência e isto me distingue das outras criações. Não há, neste planeta, uma só criação que se equivalha a mim e ao que EU SOU e represento e neste meio EU SOU soberano.
Eu sou livre para criar. Eu investigo, altero, crio, modifico e recrio o que existe de acordo com minhas necessidades e vontades, assim eu evoluo sempre. Aqui eu estou em uma jornada de aprendizado contínuo e para isso eu enfrento desafios que me impelem ao desenvolvimento contínuo e constante, elevando-me a novos patamares de existência e a outros níveis de criação.
A cada período de tempo a minha criatividade impulsionada por minhas necessidades crescentes e constantes desafia-se a si mesma a fim de expandir e investigar outras fontes para novas criações e assim, a cada nova concepção, eu mesmo, mudo de patamar evolutivo e vou me aperfeiçoando enquanto emprego minhas faculdades e inteligência para intelectualizar a matéria densa combinando-a e recombinando-a. Mudo e altero as associações até que, naquele nível, tudo se esgote e eu possa ser levado, gentilmente, para um outro nível de experimentação.
Isto é o que EU SOU, isto eu compreendo e aceito, isto é o que EU SOU...
E então querido Anjo, eis o que o Espírito dirá a você que compreendeu esta máxima: Você é Deus também! Isto é o que você É. Você está diante da sua própria magnificência e majestade, pronto a se sentar no Trono Divino!
Mas, há um “porém”, neste passo da sua jornada... Ah, sim, há uma linda aprendizagem para esta epopeia chamada humanidade. Você está realmente pronto? Você sempre se questiona perguntando: De que se trata querido Kryon, afinal, toda esta experiência? De que se trata?
Bem, queridos, só pode haver uma resposta: trata-se de você querido anjo. Trata-se de você mesmo... Como assim? Você insiste. Trata-se de você conseguir se lembrar de quem É realmente e do porque você se esqueceu disto, de tudo o que fez para se limitar a compreender, do sistema de crenças que desenvolveu engenhosamente para se esquecer, mais e mais, de todos os seus talentos e potencialidades.
Trata-se de como Recriar tudo com Integridade, restabelecendo a verdade e inovando a vida e a manifestação.
Trata-se, tão somente, da simples aceitação de sua divindade, da sua essência, que o define como Deus, como co-criador, como articulador sagrado desta nova concepção.
Ah, sim! Já dissemos e repetimos... É disto que trata afinal! Não do que você fez impulsionado, manipulado ou protegido pelo ego, mas do que você está disposto a criar movido pela divindade que você é em associação com outras divindades, com outros co-criadores e com o Espírito.
O que poderia ser mais inovador depois que você experimentou TUDO no plano tridimensional e esgotou todos os recursos para um nível de criação? VOCÊ mudar!! Este é o único objetivo desta sua existência – realizar a Grande Mudança – porque o mundo não muda se você não mudar!
Este é o ponto crucial. Tem que ser de modo inédito, NUNCA experimentado antes! Não mais pela dor ou pelo desespero que advém do drama contínuo e constante. Não mais pelo desequilíbrio permanente que gera todo tipo de contraste! Mas, pela RE construção de si mesmo e pela aceitação do seu lado divino! VOCÊ muda, pára de se culpar e passa a se AMAR e externaliza toda esta mudança sob a forma de manifestação material. Então esta manifestação será cheia de harmonia, beleza e equilíbrio, porque dentro, você assim concebeu.
Esta é a maior compreensão acerca do AMOR que você pode promover a si mesmo. Esta é a sua grande chance de promover o salto de consciência e expandi-lo. Você precisa se AMAR. Você precisa acolher a sua divindade. Você anjo querido precisa e vai assumir as suas escolhas de modo consciente... Todos os Mestres que vieram à Terra para os instruir o fizeram da mesma forma, em todas as linguagens. Para todos os povos houve um “Guia”, uma voz elevada.
Livros considerados “Sagrados” foram criados após suas passagens, mas foram manipulados. Nenhum Mestre escreveu nada, nunca! Nenhum lhes impôs um sistema de crenças lhes afirmando que era a única forma! Todos ensinaram acerca do AMOR. Vocês chegaram a crer, sem duvidar, que o Grande Amor Irresistível, Infinito e Incondicional do Criador os havia abandonado muitas e muitas vezes na jornada...
Mas, Eu Kryon lhes digo que nada pode calar a verdade quando vocês decidem que a desejam ardentemente e as evidências já surgiram para os olhos que desejam ver. O maior de todos os edifícios que constitui uma das bases mais estruturadas de seu atual sistema de crenças está a ruir e vocês verão que nisso há Amor a manifestar-se pela decisão soberana de resgatar sua responsabilidade pessoal sobre si mesmo e suas origens.
Os mesmos olhos que outrora se fecharam às ignomínias e abominações dos extermínios de massa, realizados com base nos contratos de inconsciência, agora serão abertos e RE conhecerão a grandiosidade e engenhosidade deste grande, imenso AMOR incomensurável. Não tenham dúvidas... Sempre foram, serão e são ternamente amados e honrados e, por este motivo, toda permissão para experimentação em muitos e muitos níveis lhes é permitida. Deus não cerceia suas criações.
E foi graças a essa liberdade de manifestação que nos últimos 16 séculos vocês viveram a RE criação de um antigo sistema de crenças que foi modificado para que experimentassem a prisão dogmática das informações impostas como única verdade absoluta e incontestável, por mais improvável lhes parecesse diante da sua própria lógica humana. Sim, vocês sabiam que era improvável, mas nunca mudaram a realidade, vocês viveram esta ilusão, encenando em um palco que agora, está a ser desativado.
Tomem uma respiração profunda... Há muitos níveis de informação sendo disponibilizados aqui e agora...
Vamos acessar esses níveis, direto de sua própria Biblioteca de Conhecimento, Informação e Consciência Espiritual, para que possam se conectar a estes registros. Para que não haja mais dúvidas acerca da história interrompida e compilada sobre outras histórias que se cruzaram. No passado, vocês trabalharam com “sobreposição”. Fizeram isso muitas e muitas vezes, por esse motivo a verdade se perdeu e, apenas fragmentos que não conseguem se aglutinar e ter sentido, ficaram à deriva de suas buscas incessantes por respostas que nunca chegam...
Depois que Eu Kryon e toda esta Comitiva de Seres de Luz em Serviço das Mais Altas Hierarquias aqui manifestarmos estas informações, não haverá retorno. O ponto de não retorno definitivo estará completamente instalado para vocês consoante a manifestação de suas escolhas. Isto é com vocês.
Há um paradigma, um Velho Paradigma de um Mestre crucificado até a morte. Um homem revolucionário, de caráter libertador e cheio de verdades espirituais, supostamente sacrificado pela redenção da Raça dos Homens... Um homem que utilizou a sua Maestria para ensinar coisas simples acerca do AMOR Incondicional e Irresistível do Creador.
Agora, respirem profundamente... E, respondam à Consciência do Amor de Deus em Kryon, aqui neste ponto, utilizando todos os critérios de soberania ao qual estão sujeitos e aos níveis de “iluminação” que supõem ter conquistado. Vocês estão redimidos? Suas faltas de contratos pretéritos foram “absolvidas”? Vocês experimentam dentro de si o gozo do Paraíso na Terra sem a mínima interferência de todas as memórias de dor e sofrimento às quais a humanidade se expôs já que um Mestre de Luz se sacrificou para a redenção dos homens? Há paz em suas consciências?
Quando viveram as graças da ressurreição em um novo corpo “imaculado” que esta redenção lhes facultou? Sob os antigos tratados de “FÉ” inabalável, acaso sentiram que jamais foram vítimas dos domínios e ameaças das trevas exteriores? Quando meus anjos amados? Em que momento, desde a “instalação do modelo do Cristo Crucificado”, vocês experimentaram as delícias de um “céu” sem limites? Ou foi exatamente o contrário? Jamais a humanidade experimentou tantas barbaridades pela imposição de um “modelo único” de salvação?
E a natureza da “Mãe” redentora de toda a Raça dos Homens - a Virgem Católica - que concebeu “sem pecado original” um rebento, que ao redimir e salvar com sua própria vida a humanidade instauraria a paz pela pomba representativa da Trindade, que coroaria de êxito os feitos prodigiosos do até então “único” Filho de Deus? Vocês conhecem a natureza desta estória... Isto os assusta? Isto ainda lhes causa certo pânico? Por que amados? Acaso não são os precursores da Nova Consciência? O que os assusta?
Acaso vocês não são igualmente feitos à imagem e semelhança do mesmo Creador? Ou o medo advém de RE conhecerem que se permitiram, uma vez mais, a impostura de um modelo de dominação e desamor? Onde a manifestação de AMOR puro e verdadeiro do Creador em condenar toda sua criação e, à expiação e ao sofrimento este “único Filho” e a todo o resto por terem acometido contra este “ÚNICO FILHO E SALVADOR” o crime máximo de ceifar-lhe a vida? Isto lhes parece justificável vindo de Deus?
Amados, sigam para o nível mais profundo de sua sabedoria interdimensional agora... Perscrutem pela verdade... O que lhes parece esta história? Busquem em suas memórias ancestrais.
Isto lhes parece verdade ou uma estória imputada a vocês como algo arrebatador e inquestionável? Uma fábula ou um conto de fadas incutido de maneira a os manipular de toda a sorte, cheio de terror e ameaças? Acaso não conhecem bem o desfecho dessa experiência? Um céu sem limites, onde Anjos tocam harpas, ou o inferno inexpugnável que condena para sempre o pecador não absolvido de suas faltas, onde um Ser, tão poderoso quanto o próprio Creador, que contra Ele se rebelara, instaura um Reino aonde, teoricamente, praticamente toda a Raça dos Homens vai provavelmente habitar... O que isto lhes parece? Amor ou inconsciência?
Apenas, uma pequena parcela de sua raça, que compactuou nas origens com este cabedal de invenções, disto se beneficiou e, até o presente, se beneficia dos frutos amargos dessa condescendência. Isto demonstram e mantém por lhes parecer “menos perigoso”, “menos incômodo” e, assim, podem manter as coisas como estão nestes últimos 16 séculos. Sem mudanças e sem afetar as construções erguidas e conquistadas e, pensando nas admoestações que viriam se a verdade fosse instaurada definitivamente. Assim mantem o poder intocável e as “falsas virtudes” da “salvação” redentora, às quais se julgam merecedores.
A Igreja, desde que se transformou em Instituição, com seus dogmas insofismáveis, tem sido mantida sob um patamar inquestionável, mesmo parecendo inverossímil que tal ainda seja concebido na atualidade. Desde o Concílio de Nicéia, que uma FÉ simples, suave e renovadora em si mesma se transforma em uma arma letal, onde mais tarde, inexpugnavelmente promoverá, em nome da prova inconteste da consubstancialidade de Deus, condenando e matando, em nome desta falsa apologia, pré-concebida pelo auge da necessidade de experimentação do menos infinito, muitos e muitos humanos.
Fogueiras serão acesas para manter o sistema, corpos queimarão, votos de pobreza, castidade e obediência serão proferidos incessantemente, por muitas vidas. Clausuras servirão de celas de dor para os que se recolhem por se sentirem incapacitados, vencidos diante do sistema instalado. Os Templários são perseguidos, exterminados, passam a servir à margem. Vozes se calam por vidas a fio... Não há vencidos ou vencedores, apenas a experimentação...
Os “Contratos” firmados para aprendizagem, onde “aparentemente” todos perdem estão definitivamente em voga. Por muitos séculos vivem e revivem estas experiências de frustração. As memórias de menos infinito são definitivamente fortalecidas e causam toda a sorte de desequilíbrios. Tornam-se polarizados. Não há julgamentos. Há misericórdia, perdão e compaixão... Eis os atributos da “Era de Peixes” sendo incorporados às suas experiências individuais e coletivas. Todos passam a criar a fim de poder exercitar estas virtudes divinas do Mestre Alquímico nos quais se tornarão mais tarde.
Para que isso seja possível, vocês criam padrões cristalizados de “julgamento”. São implacáveis em condenar, arbitrar e imputar penas aos “supostos” hereges que combatem o sistema. Manipulam com o ego inferior toda a sorte de tentativas de libertação. Cristalizam-se em si mesmos. O elemento água é o seu elemento primordial de experimentação. Tudo ocorre em meio a lágrimas. Parecem afogar-se o tempo todo e enquanto se debatem, nas águas turvas e sem sentido do Velho Paradigma da repetição.
Tentam respirar, absorver o próximo elemento de libertação que os conduzirá à Nova Era - o “Ar” de Aquário - mas, dura pouco... Vocês anjos, têm que pagar a conta do Cristo Crucificado... Têm que “apelar” aos céus pela misericórdia, implorar “compaixão, pedir “perdão” a Deus...
Vocês precisam acreditar que há um “Salvador” e para isso o edificam, de acordo com muitas conveniências e historicamente criam um personagem, que muito pouco reflete a verdadeira e real imagem do Grande Mestre que ele foi. Ao final imputam-lhe uma morte horrenda. Todos os líquidos do seu corpo se esvaem com sangue. A sobreposição sobre o mito anterior, em uma versão “adaptada” da cultura religiosa dominante antes deste paradigma instalado é transferida para Jesus.
E assim, o mito, o símbolo Jesus passa a vigorar em sua realidade, sendo adaptado às suas necessidades. No futuro adicionam muitos cenários envolventes e lhe atribuem muitas passagens e o cultuam externamente, sem, contudo, honrar sua vinda e o real significado de sua trajetória...
O Mestre que veio ensinar um povo a resgatar sua dignidade divina e lhes falou em perdão e compaixão, se transformou em ícone ideológico religioso, fruto de muitas conjecturas e fusões, chegando ao cenário atual de sua realidade cultuado, adorado, idolatrado, mas sem lhes tocar a alma para uma mudança de conduta e parâmetros morais.
Desenvolveram ao longo de sua trajetória rituais de “absolvição” para diminuir a culpa que os consome desde que passam a creditar ao mito sua verdade e assim, anjos queridos, criaram todo o cenário das Igrejas em templos de pedra, onde se ajoelharam e renderam homenagens de culto externo a um Deus que refletia atributos humanos e não era, propriamente, fonte de AMOR IRRESISTÍVEL...
Algo, em todas as suas vidas, dentro de si mesmos, os levou a questionar o paradigma instalado, mas poucos o questionaram profundamente. Era perigoso demais atentar contra o sistema. Havia a morte, previsível, daqueles que o faziam. E o mundo acatou a estória que repetida através de muitas gerações criou uma lenda, perpetrada entre os homens que ora a defendiam, ora a combatiam, em um turbilhão de experiências em vidas sucessivas, marcadas indelevelmente pelo sofrimento que marcou como ferro em brasa, o “brasão” da Era de Peixes.
Queridos anjos... Hora de despertar... Hora de deixar partir... Vocês estão diante de uma possibilidade real de um grande salto evolucionário de consciência. Vocês estão diante da Consciência de 5ª Dimensão. O mundo, conforme o conhecem vai mudar aceleradamente em todos os sentidos. Vocês são os artífices da mudança! Vocês são os autores legítimos da história da Terra, desde a sua concepção! Agora podem, juntos, se mover para uma nova e desafiadora experiência. Permitam-se!
Acreditariam vocês, anjos amados, que diante da Consciência de 5ª Dimensão lhes seria permitido viver e manter a inconsciência e os castelos de areia dos devaneios inconscientes de outrora que os levaram a entregar todo o seu poder pessoal nas mãos desta construção fictícia? Acaso não lhes temos falado do propósito de resgatarem o seu PODER pessoal e co criarem as novas bases que desejam experimentar? Temos falado por cerca de 20 anos sobre INTEGRIDADE e IMPECABILIDADE como forma de conduta para uma consciência de nível elevado e superior e os temos exortado a viver o Amor e a sair do julgamento que os limita e aprisiona e que impõem a tudo e a todos, desde que caíram, lamentavelmente, nesta armadilha.
Jesus existiu e foi um “homem” extraordinário. Possuía consciência elevada e conexões profundas com os reinos divinos de si mesmo. Recebeu instruções preciosas dos que guardavam, desde éons, os saberes contidos nos registros sagrados da história mais recente da edificação deste planeta. Ele era um homem de elevado saber e tinha acesso a registros específicos que o capacitara a certas habilidades, sobretudo nas artes da cura e precipitação.
Ele tinha compromissos específicos com certas almas de uma região geográfica delimitada e como todos os Mestres de Luz, que vêm a Terra, tinha a missão sagrada de instruir os seus e RE lembrar-lhes quem eram. Devia, com suas posturas e atitudes firmes, subverter a ordem vigente que representava o pseudo poder efêmero e fugidio da inconsciência material densa.
Pertencia à frequência de uma Ordem Hierárquica Espiritual que, na Terra, àquela época, contava com membros entre os essênios. Era de natureza inquisitiva, libertária, de temperamento forte e líder nato. Veio com todas as características dos grandes líderes e conexões profundas com toda a grade, as linhas ley vigentes e atuantes naquele quadrante.
Não obstante, após a sua passagem, por centenas de anos a história se dividiu em “antes e depois” de sua vinda. Apesar de as evidências históricas praticamente apontarem em outras direções e sem registros de sua real existência (a não ser os registros oriundos da Igreja que se formou em cima de uma história que a si fora atribuída e passa a ser aceita como verdade absoluta e incontestável) ele, Jesus,  existiu, veio para um Grupo que não o aceitou. Sua história foi compilada, alterada, deturpada, mas sua mensagem de Amor prevaleceu pelos atributos dos corações não corrompidos.
Ele existiu, mas não o “Mito Crístico” imputado e construído com requintes de crueldade para dominação, escrito em papel, manipulado e distribuído 14 séculos depois de sua existência. Não a “lenda” deste homem e suas implicações arquetípicas, inclusive recentes. Mas, um Mestre que veio junto aos seus, com compromissos firmados desde outras regiões elevadas do Espírito para esclarecê-los e firmar os conceitos de liberdade, igualdade e justiça, que só seriam RE tomados no mundo ocidental mais de 15 séculos depois de sua passagem.
A hora da libertação deste mito é chegada meus amados e, seus passos, ainda vacilantes, encontram guarida e permanecem inseguros por conta de todo um Sistema de Crenças erguido e alimentado por séculos a fio, por inverdades e criações falsas, com pseudo imagens de um Salvador que foi condenado pela sua própria negligência... Vocês são os prováveis carrascos do Salvador...
Não é a isso que atribuem parte do Karma coletivo a que se sentem submetidos? Vocês possuem um cabedal de culpa que os fez abdicar de quase tudo muitas e muitas vezes. Vocês, a pretexto de alcançar iluminação, em praticamente todas as vidas do Velho Paradigma, abriam mão de posses materiais.
Pois esta não é a verdade, como supõem, ou alguns de vocês estão a desvendar e descobrir... Não há mais como esconder o que realmente aconteceu em seu passado, nada tão distante... Uma vez que os sítios estão todos vindo à tona e as ruínas e escavações arqueológicas estão em estágios avançados, o que possibilita que possam pesquisar e lhes garante a integridade de utilizar a partir de agora seu discernimento elucidativo de planos elevados.
A verdade já está diante de vocês. Muitos já sabem.
Podem começar a utilizar os registros pessoais de suas Bibliotecas de Registros Akáshicos. Havia antes, deste personagem fictício ao qual o verdadeiro Mestre foi atrelado, um simbólico e emblemático culto, proveniente de verdades existentes, compiladas e praticadas que foram adaptadas às necessidades de dominação pelo poder econômico e religioso da Igreja Católica. Isto vocês começam a desvendar e poderão “ver”, pois que tudo está à tona para ser visto com seus próprios olhos materiais.
Uma das mais belas Doutrinas estava instalada e se alastrava pelas extensões indo-europeias do planeta. Sem dogmas, apenas com simbologia profunda, estava alicerçada em conceitos de libertação moral.
De simples entendimento com fundamentos espirituais consistentes e cheios de sabedoria profunda esta prática exortava os humanos a constante vivência no bem e em elevados padrões de conduta moral.
O humano RE conhecia a sua ligação com o Creador e compreendia em níveis profundos a conexão que possuía com toda a criação. Sabia que renasceria muitas vezes em um corpo de carne para o contínuo aprendizado e porque necessitava desenvolver habilidades e evoluir. Isto compreendia e se submetia a manter-se em equilíbrio constante pela busca permanente da Paz Interior.
Conceitos aparentemente complexos eram transmitidos em cerimônias iniciáticas simples, porém cheias de significado, onde cada iniciado assumia a responsabilidade pelo caminho e pela honra em servir a integridade e a justiça. Não havia cultos externos e tampouco ordens hierárquicas ou disputas de poder por cargos ou preterições. Apenas o estudo contínuo em vários níveis de aprendizado para que este humano reconhecesse e assumisse a sua divindade. Suas imagens eram apenas simbólicas e a história uma linda e bela exaltação daquele que aceita a virtude de irradiar sua própria luz como sol do meio dia. Isto era o que havia e esse era o caminho no qual se encontravam, buscando as conexões profundas com os níveis superiores de sua inteligência de luz que foi interrompida e, assim, uma sobreposição foi efetuada dando origem ao que viveram durante os últimos 1600 anos.
Saiam da água. É hora de enxergar com as lentes interdimensionais, de outros ângulos, com novos olhos o que realmente aconteceu. Vocês estão diante do inesperado, mas ao mesmo tempo, é o que pediram, o que acordaram entre si, para esta etapa da jornada. Viveram juntos as experiências e suas consequências e então, darão o passo, definitivo da libertação juntos, como da primeira vez...
Criaram e fortaleceram o axioma inexorável de que Matéria e Espírito são incompatíveis. Sempre têm que escolher entre um e outro, caso desejem evoluir. E vidas sucessivas, ora experimentam uma ou outra escolha. Isto é o que mais lhes dói. Apesar de a tudo de material que abdicaram, tantas e tantas vezes, a iluminação não veio... Vocês ainda sentem dor, culpa e remorso e o sistema de crença se fortaleceu mais e mais. Por isso vocês se recusam a despertar realmente. Por isso vocês procuram meios de “adaptar” a Nova Consciência ao que sempre viveram...
Anjos ouçam bem, com muita atenção... Parem! Vocês estão prestes a repetir. Parem! Vocês não podem “customizar” com a Nova Consciência! Cuidado! Muitos de vocês estão novamente caindo em velhas armadilhas conhecidas. Não há fórmulas mágicas! Já lhes repetimos tantas vezes... Não há ritos de repetição, orações especiais, a exemplo das velhas falas repetidas e que pensavam endereçar a Deus! Não há modelos pré-concebidos que externalizem elevação.
Saiam da rotina do julgamento. Vocês estão manifestando medo de viver no AGORA. Isto porque se condicionaram a viver no passado ou no futuro. Por isso vocês julgam o tempo todo e a tudo! Justamente desenvolveram esta postura para que sejam impedidos de RE tomar o que lhes pertence: A Consciência! Vocês precisam respirar... Há que se colocar a disposição das mudanças e aceitar a LEI da Impermanência. Vocês já viveram diante de altares sem fim entregando suas aspirações e mantendo a mente inativa perante os métodos de subjugação.
Como pretendem levar a efeito o processo de Ascensão se ainda vivem sob o julgo de medos oriundos de tantas vidas passadas nestes estágios criados por ficção? Sim, anjos amados... Por ficção... Este Jesus que lhes impuseram adorar e tratar como Deus em trindade jamais existiu, tampouco fora concebido de uma Virgem ou qualquer coisa similar.
Isto tem que ser entendido como mítico, cheio de simbologia e, bastante apropriado para as mentes infantis e cheias de medo de outrora quando precisaram de um Salvador simbólico. Isto se deu por conta de egos não estruturados e esquecidos de quem realmente eram, incapacitadas de se conectar com Deus, apelaram para os cultos externos e modelos concebidos no medo.
O “Pai” a quem apelam pedindo proteção. A “Mãe”, que é considerada pura por ser casta, a quem pedem colo por se sentirem desamparados... Queridos até quando? Assumam sua própria divindade! Meus amados, a frequência da Mãe é sagrada! A frequência do Pai é divina! Mas, não façam disto um rosário... Vocês estão presos a imagens e símbolos que reforçam todo um sistema de crença que não lhes poderá trazer nenhuma alegria, uma vez que não há suavidade e leveza na prática de métodos falidos de salvação!
Vocês estão prontos para salvar a si mesmos? Respondam com honestidade esta questão. Ela é crucial neste momento de avaliação sobre sua capacidade de discernimento. Pensem sobre toda esta caminhada que empreenderam quando se propuseram a ganhar a pepita final da sabedoria. Quando resolvem, em conjunto, que desta vez farão diferente e finalmente se libertarão da Velha Holografia de sempre...
Qual parte de você está pronta para “abrir mão” de pseudos verdades, ainda que isto lhe custe todo o sistema de crenças que o alimentou e construiu tudo o que você “vê” (percebe) à sua volta, mesmo nesta atual existência?
Vocês estão realmente prontos para abdicar de tudo isso e assumir a aliança com Deus?
Você é honrado anjo amado, por isso há respeito profundo por tudo que você viveu e experimentou. Por isso nós nunca interferimos e os deixamos com suas experiências repetitivas, dramáticas e aparentemente, sem nenhum sentido para sua elevação espiritual. Mas, você estava vivendo sob as pressões da inconsciência... E agora? O que você vai alegar?
Que dava muito trabalho empreender a jornada de Luz? Que pensava que seria preciso nenhum esforço pessoal e coletivo ou que você só faria se fosse do “seu” jeito? Pensou que levaria o velho baú, de sempre, cheio de recordações de dor para esta etapa da jornada? A humanidade estagnou por séculos o aprendizado espiritual. Avanços de toda a sorte foram levados a efeito, menos no campo moral.
Mais e mais separados foram ficando uns dos outros. Mais e mais sistemas implantados, dos mais variados, baseados em crenças simples e/ou complexidades de vulto. Templos e templos de pedra erguidos, não pela alegria sublime da experimentação, mas pela subjugação e impossibilidade de RE conexão divina. Agora, precisamente, cada um de vocês que estiver pronto para este grande salto “sentirá” que é hora de abandonar de vez as velhas crenças... Isto não é algo que possam mais arrastar com vocês. Isto tem que ser “INTEGRADO”. E, para isso, você precisa se responsabilizar e tornar-se o agente da mudança.
Honrem seus aprendizados, buscando a verdade por trás de toda a construção que ergueram por séculos. Os muros altos simbolizam o medo e a cristalização a que estiveram submetidos. Vocês criaram inimigos por trás dos muros e os ergueram com medo de serem invadidos, vilipendiados e mortos. Assim, isto que vêm diante de si, reflete o seu sistema de crenças. A construção externa não passa de reflexo de sua ansiedade mental inferior. As defesas psíquicas a que estão sujeitos tentará, neste momento, os confundir e ameaçar. Muitos de vocês abriram mão de muitas coisas para se encontrar com o Espírito.
Eu Kryon os conheço profundamente... Desde sua chegada... Eu estava aqui quando vocês vieram. Desde o primeiro sopro e por todas as experiências Eu os acompanhei... Agora, vocês terão que enfrentar mudanças e, se o fizerem, deixarão de vez a terceira dimensão e os padrões de inconsciência para trás. Não será fácil, nós conhecemos vocês! Mas pode ser suave, com graça e leveza.
Isto você, anjo querido, terá que escolher. Ninguém fará isso por você...Você deseja conhecer a verdade ou deseja manter as aparências? O que vai ser? O adeus à Era de Peixes e as boas vindas à Era de Aquário? Ou prefere que as águas turbulentas cubram, mais uma vez, as suas esperanças? Você não nadou até aqui para morrer na praia, não é mesmo? O que lhe parece? Você aceita a aliança com Deus?
Respire profundamente... O ar precisa começar a movimentar a expansão que você precisa experimentar... Há uma conexão com Gaia que você precisa resgatar neste momento... Você não precisa de uma mãe simbólica, Gaia é uma mãe generosa e o acolheu desde sua vinda. Providenciou todos os recursos que você precisou para se expressar, seu corpo é constituído de todos os elementos presentes na matéria no maior processo alquímico existente nesta dimensão. Há uma série de recursos à sua disposição para que você inicie uma Nova Etapa na jornada de um novo mundo que vai nascer.
Sinta-se amado... Sinta a acolhida dos novos tempos que virão... Sinta que sua escolha pode, finalmente, mudar o rumo da história e trazer a verdade para aquecer seu coração...
Respire e escolha... A Consciência de 5ª dimensão pede passagem! É com você...
A escolha é sua Mestre de Luz! Você é quem você estava esperando... Você é o único Salvador... É você anjo querido... É você...
E Assim É.

18 de mar de 2011

O TRÂNSITO DE URANO EM ÁRIES E A EFT - SEU PASSAPORTE PARA UMA NOVA ERA

Urano rege a modernidade e a tecnologia. Em Áries, atividades pioneiras, empresas e instituições poderão ser governadas por uma nova geração de empreendedores que lançará produtos com alta tecnologia para o mercado empresarial.
A medida que Urano progride em Áries e em uma determinada Casa em nosso mapa astrológico, assuntos relacionados a essa Casa, serão motivo de questionamentos e muita inquietação. Urano em Áries nos impulsiona a decidir a jogar fora tudo o que não nos é útil. Jogar fora hábitos, situações restritivas, empregos que não nos satisfazem, pessoas que nos inibem ou grupos que não nos acrescentam mais nada... Esse trânsito provoca a necessidade de autonomia, renovação e liberação de tudo o que está estagnado. Com isso, mudanças repentinas e bruscas podem ocorrer em nossas vidas para que possamos trilhar novos caminhos.
Urano em Áries ganha extrema velocidade. Por isso, ficaremos bem menos pacientes, mais ansiosos e arrogantes e muito mais imprudentes, tornando as ações impetuosas, arriscadas e sem uma avaliação mais profunda das situações, pois Áries age por impulso e vontade de solucionar os problemas o mais breve possível. Esse signo rege a cabeça, por isso mete a cara, não aceita limitações nem regras impostas, não espera o “tempo certo” e, muito menos, preocupa-se com o que os outros vão pensar a seu respeito.
Urano em trânsito por Áries tem a finalidade de quebrar o que foi cristalizado de maneira repentina. Seu recado é impactar, revolucionar e modernizar os assuntos do Signo. Áries diz: “_Não há tempo a perder. O tempo urge, precisamos mudar nossa atitude agora, o mais rápido possível e começar a fazer tudo diferente imediatamente, deixando para trás a indecisão, as queixas e as lamentações. Mudar - só se for agora!" (Paula Dornelles, Astróloga, Terapeuta Floral e Escritora)

Suas crenças são o fundamento da sua personalidade. Definem o seu valor ou a falta dele, o seu poder ou a sua falta de poder, a sua competência ou incompetência, o fato de você ser confiante ou receoso, sociável ou insociável, autônomo ou dependente, flexível ou sempre crítico, tratado com respeito ou como uma vítima, amado ou odiado. Suas crenças têm consequências de longo alcance, tanto positivas como negativas em sua vida e para a o planeta. As crenças afetam suas atitudes, relacionamentos, desempenho profissional, auto estima, saúde física/planetária e mesmo o aspecto religioso e espiritual da sua vida. Considerando tudo isso, é fundamental saber como mudar as crenças que nos auto sabotam para crenças que nos ajudam. A EFT- Emotional Freedom Techniques trata exatamente disso!

Com a EFT corpo, a alma e espírito se conectam e o sistema de energia entra em equilíbrio com as vibrações de uma Nova Era. Torne-se interiormente mais forte com a EFT e tenha prosperidade em todos os níveis de sua vida.

A EFT te ajuda a realizar as mudanças necessárias para vibrar em congruencia com a energia de URANO transformando a sua vida para melhor. Reescrevendo o software da tua mente, preparando você para a vibração de uma nova era.

Faça sessões on-line de EFT e começe a sua mudança hoje!: http://eftbrasil.blogspot.com/2011/02/sessoes-de-eft-e-alinhamento.html

6 de mar de 2011

ANÁLISE DO FILME A ORIGEM

O filme “A Origem” traz uma vasta gama de conceitos extremamente profundos e fundamentados de uma forma muito bem realizada de modo que muitas pessoas estão sendo tocadas por seu conteúdo holograficamente, captando-o instantânea e completamente, contudo, sua profundidade é tão vertiginosa, envolve questões tão complexas, que muitas pessoas sentem esse tocar da sua arte, mas não sabem explicar o que há por traz disso tudo, ou, pior ainda, como tirar um proveito prático de um assunto com tanto potencial de nos ajudar a expandir nossas consciências, transformar de forma positiva e benéfica nossas vidas ou mesmo nos trazer curas desejadas.
Com o propósito de facilitar esse caminho, proponho uma reflexão trazendo algumas dicas:

O primeiro assunto mais evidente do filme é a questão dos sonhos. 

SONHOS LÚCIDOS
Sonho lúcido é aquele dentro do qual o sonhador sabe que está sonhando. Essa capacidade desdobra-se na possibilidade de alterar ou manipular o conteúdo do sonho... O Filme Waking Life é um clássico sobre esse assunto, e não participou do circuito comercial, então é menos conhecido, mas deve ser procurado, com certeza, por quem se encantou com “A Origem”...

LIMITE ENTRE A REALIDADE E OS SONHOS / SONHOS COMPARTILHADOS
Sobre a questão dos sonhos compartilhados e a confusão da realidade com o sonho, veja o texto com a análise do filme Matrix para começar a ampliar o paralelo e a clara comparação dessas questões com nossa “vida real”...
As culturas orientais falam que este mundo é uma ilusão (maia), uma espécie de “sombra” do verdadeiro mundo da nossa realidade espiritual maior. A iluminação é chamada também de “despertar” por conta da alusão a esse nosso acordar para a realidade maior por detrás da aparência do mundo físico, para o qual ultraespecializamos nossa percepção para focar.
A história do sonho compartilhado pode ser entendida como este sonho compartilhado que todos nós humanos da terra comungamos para criar a realidade deste planeta.

SONHOS DENTRO DO SONHO
Os sonhos dentro dos sonhos, aquele em que sonhamos que estamos sonhando, tão bem retratados no filme “A Origem”, claramente demonstram a construção da consciência como as camadas de uma cebola. Leslie Temple fala de uma forma muito interessante sobre como trabalharmos com a dissolução e construção dessas camadas em suas palestras. Se você ainda não conhece o trabalho dela, procure conhecer. É muito esclarecedor e proveitoso nesse sentido.
Vários outros conceitos envolvendo a consciência e a criação da realidade também são ventilados no filme, como a força das idéias, a natureza inicial da crença que cresce dentro de nós sem ser re-questionada e tantos outros. O conteúdo sobre Programação Mental de certa forma está envolvido com muito desses aspectos laterais que vão fundamentando toda a trama...
Um último comentário está ligado à questão do arquétipo guerreiro que recheia a trama de “A Origem”. É a forma americana de fazer as coisas, mas o filme também poderia ser ainda melhor se já trouxesse um outro tipo de linguagem que não precisasse lançar mão disso. Veja mais a esse respeito em “Uma Mensagem de Paz”.
Para quem já assistiu o filme, poderia ficar imaginando, como, então, o sonho poderia ser aproveitado de uma forma benéfica, realmente criativa e tão empolgante sem tantas cenas de ação, matança, explosões etc. O que poderia ser tão interessante quanto entrar na mente de um empresário para alterar o curso de uma operação de bilhões de dólares?...
Claro que, assim como nos sonhos, as possibilidades criativas são infindas. Mas aqui vai uma pequena pista apenas para inspirar aqueles que estão na senda do autoconhecimento...: o aproveitamento benéfico dos sonhos lúcidos, por exemplo, contém grandes bênçãos que podemos conceder a nós mesmos. Numa camada mais superficial de sua utilização, podemos nos divertir e realizar desejos impossíveis de serem conseguidos no dia-a-dia. Em níveis mais profundos e conscienciais, podemos nos preparar para atingir estados alterados de consciência bem como reprogramar nossos padrões de comportamento, equilibrar e melhorar nossas emoções, atingir curas e ainda muito mais.
Por exemplo: vamos supor que você seja uma pessoa que sempre sucumbe frente à pressão dos outros, vê a si próprio(a) como uma pessoa frágil e indefesa. Dominando os sonhos lúcidos, você pode criar situações dentro deles nas quais se veja como uma pessoa forte, dando a resposta certa e a altura para aquele que vem te dominando há muito tempo.
Quando conseguimos criar esse tipo de situação dentro dos sonhos, diferentes das que nos envolvemos na vida diária e da forma que gostaríamos de ser, mas não conseguimos, é sinal de que estamos abrindo as fronteiras da mente e das emoções para começarmos a nos transformar em quem almejamos ser, em nosso máximo potencial. Um exemplo ainda mais direto seria o de procurar vivenciar no sonho a cura de uma doença pela qual estamos passando, criar esse processo completo dentro do sonho e aumentar o seu magnetismo para que ocorra efetivamente na realidade.
Então: quais são seus sonhos mais profundos?...

(Texto extraido do site - Vivência em cura)

MITOS E ARQUÉTIPOS - ANÁLISE DO FILME MATRIX

Esse filme é o que se pode chamar de uma revelação, no sentido de re-velar, ou seja velar de novo, apresentando antigos ensinamentos numa linguagem nova, utilizando para isso, com uma certa mistificação, o elemento tecnológico do mundo moderno, a Internet.
Dessa forma, através de uma nova contextualização, o filme resgata para nossa civilização, de uma forma alegorizada, verdades universais contidas no Tao Te King; Bhagavad-Gita, em todos os Vedas, enfim, verdades que de outro modo se perderão, se não encontrarmos uma linguagem que nos permita comunica-las às novas gerações.

Nele fica nítido que um dos arquétipos do herói mitológico, muito utilizado na época do Jesus bíblico, geralmente associado a determinados imperadores, heróis, ou semideuses, permeia toda a trama, no caso em questão, o arquétipo utilizado é o do messias, ou ungido, que podemos resumir da seguinte forma: Um redentor esperado, de nascimento virginal, a traição por parte de um de seus companheiros, a luta contra as forças do mal, a morte e a ressurreição, e finalmente a ascensão aos céus.
O
 filme, analisado hoje, começa com Trinity, a iniciadora em conexão com o mundo real através de uma linha telefônica, no Heart O' The City Hotel. Essa linha do ponto de vista simbólico, eqüivale a vibração do Anahata, ou Chacra Cardíaco, que permite-nos, uma vez ativado, sintonizar nossa consciência com nosso átomo primordial. No atual estado evolutivo da humanidade, esse chacra só pode ser dinamizado pelo elemento feminino.
O número que vemos em exposição na tela do console manipulado pelo personagem Trinity, é 506, equivale ao Arcano 11, (5+0+6= 11), ou seja a lâmina da força. Nesta lâmina do Taro, vemos uma mulher abrindo com as mãos nuas, a boca de um leão. No filme, Trinity representa a Shakti, a força que penetrando no Chacra Cardíaco do iniciado, promove a consciência.
O ser que está na Senda Iniciática, representado pelo personagem principal, utiliza um pseudônimo, o equivalente ao nome secreto empregado em algumas escolas. Neo, lido anagramaticamente, eqüivale a Noé, One (um), ou Eon, que em grego significa ciclo, era ou período, simbolizando a ligação desse personagem com um novo começo, algo novo, uma nova era.
Ele, Neo, recebe a primeira instrução de sua iniciadora, Trinity, que lhe diz como se estalasse os dedos, "Acorde, Neo", da mesma maneira que os iniciadores repetem isso aos discípulos, durante toda a sua jornada na Senda.
O personagem principal do filme, como todos os outros que se iluminaram antes dele, procurava a resposta para nas palavras de Trinity, "A pergunta que nos impulsiona".
Quando finalmente trava contato, com Morfeu, seu Mestre, este diz a Neo, que "há duas formas de sair daí, uma é pelo andaime, outra é levado por eles", ou seja uma vez que o indivíduo, desperta para as Leis ocultas que determinam os acontecimentos nos planos da manifestação, elevando sua consciência a um nível superior as pessoas comuns, só há duas maneiras dele continuar seu desenvolvimento, uma é subindo, outra é capturado pelas forças, que representam os processos personalísticos que nos controlam.
Neo hesita, devido a seu medo e desconfiança, gerados pelo sentimento de autopreservação e acaba capturado pelos elementos personalísticos.
Mais tarde, vemos Neo, de volta a sua vida comum, supostamente liberto, sendo levado ao encontro de Morfeu, para sua iniciação. Porém, antes dele entrar no vestíbulo onde o Mestre o espera, Trinity a iniciada que o guia, como uma Ariadne que guiou Teseu no labirinto de Creta, lhe dá um conselho semelhante ao que é dado a todo discípulo em prova; "Seja sincero. Ele sabe mais do que você imagina.". Só então, ela lhe abre a porta da sala onde o Mestre lhe espera.
Durante o dialogo que se segue, Morfeu observa que ele, Neo, é; "Um homem que aceita o que vê". Entendemos melhor essa afirmação quando consideramos que o nome "real" do personagem Neo no filme, é Thomas A. Anderson, Thomas é equivalente a Tomás ou Tomé, demonstrando o relacionamento do personagem a São Tomé, o apóstolo que precisava ver para crer. Vale notar, que o sistema iniciático adotado por Morfeu, relaciona-se, na sua forma extremamente simples e objetiva, a iniciação mental, praticada nas escolas em sintonia com o atual estado de consciência da humanidade, focado mental concreto, e que portanto não trabalham mais com o sistema de iniciação astral, ou fenômenico, utilizada em escolas mais primitivas.
Morfeu, ensina sobre A Matrix - (Ma = m = Maya, que significa ilusão em sânscrito e Trix = Tri = Três). Matrix, tem o mesmo significado das tradicionais Três Mayas, Três Véus, ou Três Ilusões, a ilusão física, a ilusão psíquica e a ilusão espiritual, que segundo o hinduismo ocultam a realidade.
Ele, o Mestre, apresenta seus ensinamentos na forma de questões do tipo "Você deseja saber o que ela é?", ao receber resposta afirmativa de Neo, continua "A Matrix, está em todo lugar. A nossa volta. Mesmo agora, nesta sala. Você pode vê-la quando olha pela janela, ou quando liga sua televisão. Você a sente quando vai para o trabalho, quando vai a igreja, quando paga seus impostos. É o mundo colocado diante dos seus olhos para que não veja a verdade".
Ao questionamento seguinte do discípulo (Neo), sobre o que é a verdade, ele continua implacavelmente, dizendo que a verdade é "Que você é um escravo. Como todo mundo, você nasceu num cativeiro, nasceu numa prisão que não consegue sentir ou tocar. Uma prisão para sua mente. Infelizmente é impossível dizer o que é a Matrix (ou a Maya). Você tem de ver por si mesmo.", nesse momento então ele oferece a Neo, uma pílula azul, para conservar o sonho, a Maya, e outra vermelha para mudar sua percepção da realidade. A cor da primeira pílula, o azul é associada ao conservadorismo, no mesmo sentido do sangue real, ou azul das antigas monarquias européias. A cor da segunda é vermelha, relacionado às transformações revolucionárias violentas, associada a mudanças radicais. Morfeu, o Mestre, tem a chave que abre as portas para o real, mas Neo, o discípulo, tem que fazer a escolha.
Durante a iniciação ele morrerá para um mundo de sonhos e nascerá para o mundo real, despertando plenamente para a verdadeira natureza, do mundo físico, do mundo psíquico e do mundo espiritual, compreendendo dessa forma a tríplice natureza unitária da realidade. Para entendermos melhor o que ocorre com Neo a partir daí, é importante considerarmos o que é dito no Bhagvad-gita, por Sri Krisna, quando se dirige a seu discípulo Arjuna e lhe diz "Ó Arjuna, o Senhor Supremo está situado no coração de todo mundo, e dirige a divagação (os sonhos) de todas as entidades vivas, que estão sentadas como numa máquina, feita de energia material". (Bhagavad-Gita - Como Ele É, texto 61, capítulo 18, pág. 706. - A.C. B. Swami Prabhupada).
No filme, já no mundo real, a bordo do Nabucondonossor, observamos a analogia da lei que afirma que são necessários sete discípulos, para formar um Mestre, temos os personagens Trinity, Apoc, Switch, Dozer, Tank, Mouse e Cypher, como os sete discípulos, tendo como representante da consciência do Mestre, a figura do líder Morfeu, ou Morpheus (Personagem mitológico, deus do sono grego).
Na nave, ou arca, chamada no filme de Nabucondonosor, percebemos referencia o ano 2069 (2+0+6+9 = 17), correspondente ao Arcano 17, a Estrela, símbolo relacionado a egrégora da Obra, em que estão empenhados esses divinos rebeldes.
Avançando um pouco mais, vemos que na segunda parte da iniciação de Neo, Morfeu lhe informa que no começo do século 21, número que no Taro iniciático de JHS, corresponde à lâmina do Louco, os homens criaram a I.A. (Inteligência Artificial), um tipo de consciência singular, que gerou uma raça inteira de máquinas, ou de seres mecanizados. Bem semelhante ao que acontece em nossos dias, onde os seres humanos vão sendo "robotizados", num processo de massificação que antigamente era chamado costume, mas que na atualidade tem o nome de moda. Tornando-se cada vez mais inconscientes, num mundo dominado por padrões de comportamento.

Segundo Morfeu, encantados com sua própria grandeza, os homens celebravam sua realização, porém na guerra que adveio após tal sucesso, eles queimarão o céu, ou seja, fecharão as portas para as energias solares, positivas, transformando o mundo num deserto tecnológico de trevas, sem Deus, onde os seres mecânicos se tornaram os senhores.

Da era de ouro porém, só restou Sião, "a última cidade humana", Sião ou Sinai, é na tradição israelita o Monte sagrado onde Moisés teria recebido as Tábuas da Lei do próprio Deus.
Segundo o personagem Tank, Sião fica localizada nas entranhas da Terra, próximo ao seu núcleo incandescente, o Sol Central do planeta. Relacionando-se claramente assim, aos mistérios dos Mundos Subterrâneos, especificamente a cidade subterrânea de Shamballa (Sião = S = Shangrilla, Shamballa das tradições transhimalaianas). Shamballa é um núcleo de integração de consciências espirituais elevadíssimas, que vibra no interior da terra, representado alegoricamente como uma cidade. Dessa forma, Sião representaria o lugar onde realmente somos o que somos e do qual fomos enviados a face da terra, onde conforme diz o personagem Tank, será festejado o fim da guerra maniqueista entre os filhos da Luz e os filhos das trevas, representados pelos homens e pelas máquinas.
Só o líder, ou o Mestre, de cada nave, ou Arca, recebe as senhas, ou as chaves, para penetrar em Sião, assim Morfeu, é também um pontífice (Pontifex = construtor de ponte), construindo a ponte entre o mundo ilusório e o mundo real, entre Matrix e Sião.
Já na terceira fase do processo iniciático (treinamento) que Morfeu submete seu discípulo, ele declara a Neo, "Quero libertar sua mente, Neo. Mas só posso te mostrar a porta. Você tem de atravessa-la".
Apesar do personagem de Morfeu declarar no filme, que os seres humanos não estão prontos para "acordar", isso não faz das pessoas adormecidas inimigas. Suas palavras contundentes, expõem o que é dito nos Vedas, quando os sábios afirmam que todos, pais, mães, irmãos, avôs, avós, amigos, namorados, cônjuges, etc. são "soldados ilusórios", que promovem nosso apego a Maya, pois enquanto adormecidos, os seres humanos fazem parte do "sistema ilusório", portanto possuem em sua estrutura processos personalísticos que eles mesmos desconhecem, mas que tomam conta de sua consciência em algumas ocasiões, para defender seus preconceitos e manter sua existência ilusória. Esses processos personalísticos que nos prendem a ilusão, são representados no filme pelos agentes da Matrix, programas sencientes que entram e saem em qualquer software conectado ao sistema deles. Fazendo eco as palavras dos sábios nos Vedas, Morfeu diz, que "Qualquer um ainda não libertado, é um agente em potencial da Matrix. Eles são todos e não são ninguém". Os processos personalísticos, relacionam-se aos sete pecados capitais, "... eles são os porteiros, protegem todas as portas e tem todas as chaves.".
Às vezes, os seres humanos são vencidos por esses agentes da Matrix, alguns até pactuam com eles, como é o caso de Cypher. Ele é aquele viu a verdade, despertou para a realidade mais prefere a ilusão e a mentira. Ele, Cypher, diz ter percebido após nove anos (número equivalente aos degraus da escada de Jacó, que simbolicamente leva o homem do mundo terreno ao mundo espiritual), que "A ignorância é maravilhosa". Dessa forma, pensam os magos negros, aqueles que fazem opção por Avidya, pela ignorância, que voltam as costas à Luz e mergulham voluntariamente na escuridão.
Os que assim procedem, sempre acusam aos que lhes mostraram o caminho, de fraquezas e incapacidade, que eles mesmos possuem. Corroídos pelo ódio, pela luxuria e pela inveja, afirmam terem sido enganados, por seus Mestres, que quando fazem realmente jus a esse nome, tentaram sempre, guia-los na Boa Senda. Cypher, representa o traidor, que trai a sua própria natureza humana, ao submeter-se ao domínio das máquinas. Ele oferece a si mesmo, como pasto para as forças negativas que passa a servir, em troca de prazeres ilusórios. Age assim no intuito de satisfazer seus impulsos baixos, suas Nidhanas.
O iniciado, seguidor dos Mestres da Grande Fraternidade Branca, até que se torne verdadeiramente um Adepto, enquanto estiver encarnado, sentirá os apelos de seus veículos inferiores. Isso ocorre porque nesse estado, ainda possui elementos básicos em sua composição ainda por equilibrar e que por isso mesmo exigem satisfação. Apesar disso ele não os nega, mas os transmuta, canalizando-os para realizações reais que o libertem cada vez mais da ilusão da Maya, tornando-os elementos impulsionadores de sua evolução. Num determinado ponto do filme, inclusive, um dos membros da tripulação Mouse, fala com Neo sobre isso, dizendo-lhe, que "Negar os nossos impulsos é negar aquilo que faz de nós humanos". Ciente disso, o verdadeiro iniciado é extremamente consciente de seus impulsos, não os recalcando hipocritamente para as regiões do subconsciente, onde irão se acumulando, como esqueletos no armário, de onde continuarão a atuar sem nenhum controle, disciplina ou educação, até invadirem como uma enchente de um rio bravio, a consciência, dominando-a e arrastando-a as maiores perversões. Por isso o verdadeiro iniciado, sabe que deve vigiar seus sentidos, para através de um sistema iniciático sério, de uma disciplina superior, não recalcar, mas trabalhar, transformar suas Nidhanas, ou tendências negativas, em Skandhas, ou características positivas.
Num determindado nível dessa etapa da iniciação de Neo, Morfeu o conduz até o Oráculo. Vemos que a entrada do elevador é guardada por um cego, que vê. Ele, o cego, que responde ao sinal que Morfeu lhe faz com a cabeça, representa os iniciados, guardiões da Luz, cegos para o mundo ilusório, mas iluminado para a realidade. Já dentro do elevador o Mestre diz então a Neo, para tentar "Não pensar em termos de certo e errado.", pois para os que chegam ao Oráculo, certo e errado, bem e mal, feio e bonito, todos os pares de opostos se anulam. As portas do Oráculo, Morfeu, o Mestre diz ao seu discípulo, "Só posso te mostrar a porta. Você tem de atravessá-la", indicando assim que cada passo do discípulo em prova é dado por sua própria conta, pois na Senda da Iluminação ninguém caminhará, ou tomará as decisões por ele.
Porém, quando Neo coloca a mão na maçaneta da porta, esta lhe é aberta, mais uma vez por uma sacerdotisa. Essa atuação constante do elemento feminino demonstra a necessidade da interação dinâmica de ambas as polaridades humanas, de acordo com certas regras esotéricas.
Assim macho e fêmea, interagem ciclicamente no processo iniciático de crescimento espiritual, através do entrelaçamento das forças de Fohat e Kundalini. Ao integrarem-se dessa forma, ambas as energias dão origem ao Andrógino Divino, um ser verdadeiramente equilibrado, mas que conserva as características do corpo que ocupa, se masculino, vive e relaciona-se como homem, se feminino, vive e relaciona-se como mulher, podendo em alguns casos fazer opção pelo Brahmacharya, ou voto de castidade.
Já dentro da sala do Oráculo, Neo encontra várias crianças, especialmente um menino, uma espécie de pequeno monge, do qual aprende alguns mistérios, sobre esse mundo ilusório, num episódio que lembra bem aquela passagem bíblica, onde o Cristo bíblico ensina que aquele que não se tornar como estas crianças, não entrará no reino dos céus. Dentro do Oráculo, uma cozinha, onde a Pitonisa, ou profetisa (novamente uma mulher), manipulando um forno moderno, quebra as expectativas do discípulo. A cozinha nos faz lembrar o laboratório dos alquimistas e o forno o Athanor, ou forno utilizado pelos alquimistas, Adeptos da Arte Real.
Num determinado ponto de sua conversa ela, a Pitonisa, cita-lhe o celebre axioma socrático, "Conhece-te a ti mesmo", que via-se as portas do oráculo de Delfos, o qual essa etapa do filme representa. Só que as portas do Oráculo de Delfos, as palavras citadas no filme, estavam escritas em grego e de forma mais integral exortavam, "Homem, conhece-te a ti mesmo e conheceras o Universo e os Deuses.".
A mulher que representa a Pitonisa do Oráculo, lhe afirma de forma metafórica, que "Ser o escolhido é como estar apaixonado. Ninguém pode te dizer se você está. Você simplesmente sabe. Não tem dúvida, nenhuma". Assim ao lhe falar sobre o escolhido, ela descreve o processo de iluminação avatárica, pois este não é uma coisa que se busca e que se consegue, ou que fica-se esperando, ele simplesmente é, como algo que simplesmente acontece, e nesse ponto do filme, Neo, não é o escolhido. A Pitonisa, afirma que ele tem o dom, isso diríamos nós todos tem, mas ele parece que "está esperando por algo". Quando Neo lhe indaga, a respeito do que poderia estar esperando ela lhe responde "Sua próxima vida talvez". Dessa forma, Neo age como a maioria das pessoas, que iniciam-se na Senda, e que protela para a próxima vida a iluminação, esperando, pensando que afinal ela não é para agora, quem sabe mais tarde...
Ao sair do Oráculo, Neo, encontra-se com Morfeu e este lhe adverte, "Que o que foi dito era para você e apenas para você", assim é com tudo que é comunicado nas verdadeiras iniciações Assúricas, com aquilo que é falado do iniciador para o iniciando, de boca-para-ouvido, de maneira sutil e discreta, quase que imperceptivelmente.
Quando porém, os agentes de Matrix capturam Morfeu, um representante dos processos internos personalísticos, intelectualiza a existência humana e de forma convincente, compara o seu desenvolvimento humano sobre a terra, que na maioria das vezes, foi totalmente controlado pela personalidade caótica, ou seja por esses mesmos processos internos, ao o de um vírus. Dessa maneira, o agente se coloca como a cura para o mal, que segundo ele é representado pela maior de todas as criações de Deus na Terra, o Ser Humano, ignorando em seu discurso, o desenvolvimento do Espirito Humano, capaz dos maiores gestos de sacrifício, altruísmo e fraternidade, única esperança para o planeta. Esse Espirito Humano, quando plenamente desenvolvido, subjuga a natureza animal e mecânica e converte o Homem, na expressão de Deus na face da Terra. Esse espirito humano, quer o chamemos, Deus, Bramam, Ala, Jeová, Tao, opõe-se aos processos mecânicos, instintivos e animalescos, que controlam os seres ainda inconscientes, atuando de forma a libertar a Centelha Divina, promovendo o nascimento do Avatar, ou como é expresso no filme do Escolhido. Vemos isso, quando Neo toma a decisão de sacrificar-se, dando-se em holocausto pelo seu amigo e Mestre Morfeu.
Apesar de conhecermos intelectualmente o exposto acima, as esclarecedoras palavras de Morfeu, após ser resgatado devem ser consideradas; "Cedo ou tarde, você vai perceber, como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho".
Num determinado ponto do fim do filme a personagem Trinity, reproduz um dos mais antigos mitos da humanidade, ao trazer Neo de volta a vida, fazendo com que ele obtenha sucesso na última e derradeira iniciação conhecida por nós como Morte.
Quase no final do filme, vemos através das palavras do personagem principal, que o Avatar não significa um fim, mas um começo, de algo novo, ilimitado, sem fronteiras, um novo ciclo, livre de Maya, sem ilusão, onde tudo é possível ao ser desperto. Ele dirigi-se a Matrix, a estrutura geradora da ilusão, declarando-se decidido a "...mostrar a essas pessoas o que [Matrix] não quer que elas vejam. Vou mostrar a elas um mundo sem você. Um mundo sem regras, sem controles. Um mundo onde tudo é possível.".
Sua última frase, dirigida a Matrix, a Maya, a Ilusão, ou melhor dizendo, dirigindo-se aquilo que torna possível esse processo de auto-hipnose, nossa personalidade, pode ser considerada como dirigida a cada um de nós. Ele fala calmamente sobre a decisão que deixa a cada um dos espectadores, "Para onde vamos daqui, é uma escolha que deixo para você.".
O filme termina, com Neo saindo do chão e voando, reproduzindo o arquétipo da ascensão, ou da subida aos céus, que simboliza a realização plena do iniciado, já tornado um verdadeiro Adepto, por fazendo parte agora de outro processo evolutivo, relativo ao desenvolvimento dos deuses.
"Lembre-se: Tudo que ofereço é a verdade. Nada Mais." Morfeu

(Autor desconhecido)

4 de mar de 2011

O PODER ESTA EM SEUS PENSAMENTOS

"Seu pensamento e imaginação habituais ajustam, moldam e mesmo criam o seu destino: pois as pessoas são o que pensam em seu subconsciente. Como um homem pensa, sente e acredita, tal a situação de seu corpo, sua mente e circunstâncias que o rodeiam."
Há possibilidades sublimes ao seu dispor, basta que você abra os seus olhos mentais e contemple essa riqueza infinita da qual você é possuidor. Existe um manancial inesgotável dentro de você, no qual você pode haurir tudo o que precisa para ter uma vida próspera, plena de felicidade, paz e bênçãos.

Jesus afirmou com grandiosa sabedoria: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32), e realmente essa frase é extremamente correta pois várias pessoas sofrem vários tipos de problemas materiais, mentais e espirituais por desconhecerem as grandes verdades da vida e os meios de se colocar essas Leis em prática, recebendo os seus frutos maravilhosos em suas vidas e na vida daqueles que amam. "
(Joseph Murphy)

2 de mar de 2011

ORAÇÃO PARA CONCRETIZAÇÃO DO DESEJO


Deus é oniciente e onipresente
Como filho de Deus, dEle herdei onisciência e onipotência, e tudo consigo fazer convenientemente no momento mais oportuno.
Por isso, meu desejo sempre se concretiza.
Deus me dá, no momento adequado, tudo de que preciso para concretizar meu desejo.
Deus, muito obrigado.

Masaharu Taniguchi

ORAÇÃO DA PROSPERIDADE


“Sei e acredito que meu negócio é também um negócio de Deus, de quem sou sócio em todos os meus empreendimentos, pois Sua luz, amor, sinceridade e inspiração enchem totalmente minha mente e meu coração. Soluciono todos os meus problemas depositando integralmente  confiança no poder divino existente em meu íntimo e sei que essa Presença me apóia sob todos os aspectos. Sinto-me agora em segurança e em paz. Estou hoje possuído de completa tranqüilidade, pois há sempre uma solução divina para todos os meus problemas. Compreendo perfeitamente todas as pessoas e sou por elas também compreendido. Sei que todas as minhas relações comerciais estão de acordo com a lei divina da harmonia, como também que Deus se acha presente em todos os meus clientes e fregueses. Trabalho em harmonia com todas as pessoas para que a felicidade, a prosperidade e a paz reinem supremas”.

Extraido do blog:  http://telmamst.blogspot.com/