28 de mar de 2010

A EFT e a Libertação de Dores Físicas


A EFT E LIBERTAÇÃO DE DORES FÍSICAS
Simone de Oliveira


As DORES FÍSICAS podem ser de origens traumáticas ou serem instaladas no corpo como conseqüência de um desequilíbrio emocional.

Caso1 - Usamos a EFT diretamente na dor, com frases simples, mas que devem ser sempre específicas, normalmente se consegue a redução parcial ou total das dores. Vários casos que tratei com relação a dores intensas foram feitos com frases que não abordavam qualquer conteúdo emocional e os resultados foram excelentes. Em pouco tempo um caso de dores nas panturrilhas seguidas de câimbras, chegaram à zero.

Exemplo: Dores e câimbras intensas nas panturrilhas:

FRASE DE PREPARAÇÃO: “Embora eu sinta fortes dores nas panturrilhas seguidas de câimbras, eu me aceito profunda e completamente”

LEMBRETE: “Fortes dores nas panturrilhas seguidas de câimbras”

Caso2 - Quando abordagem direta não funciona, é preciso então pesquisar causas emocionais. Este trabalho também não é tão difícil. Achando a causa emocional, e tratando com a EFT, a dor cede imediatamente.


Exemplo: Dores nas panturrilhas e câimbras

Elas vão nos falar das nossas dificuldades para aceitar MUDANÇAS.
A nossa dificuldade de mudar de opinião ou de posição sobre um ponto de vista habitual de nossa relação com o mundo. Ela se produz quando a tensão é forte demais e quando nossas posições encontram-se tão enraizadas que não podemos admitir a torção imposta pelo exterior.

FRASE DE PREPARAÇÃO: “Embora eu sinta dificuldades de aceitar mudanças e por isso tenho dores nas panturrilhas seguidas de câimbras, eu me aceito profunda e completamente”

LEMBRETE: “Dificuldades de aceitar mudanças e por isso tenho dores nas panturrilhas seguidas de câimbras.

ATENÇÃO: Se você tem uma dor use a EFT mas procure sempre o auxilio de um terapeuta experiente, principalmente se você for um iniciante, para poder orientá-los melhor.
A EFT é uma ferramenta poderosa de cura e se usada de forma incorreta pode não imprimir os resultados esperados e gerar uma invalidação e resistência a esta técnica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário