28 de jun de 2011

SEJA EXTRAORDINÁRIO

Em O poder da kabbalah, explico que cada um de nós vem a este mundo com um tikun (correção). Mas, em algum nível – em um universo paralelo – nossa correção já foi concluída com perfeição. Nosso trabalho espiritual é remover nossas klipot - camadas de negatividade - para que possamos "pegar emprestado" do nosso “eu” perfeito.

Rav Brandwein, professor do meu pai, explica que “pegar emprestado” significa acionar nossa força interior e certeza absoluta para nos ajudar a realizar tudo aquilo que parece ser impossível. Cada um de nós vai, eventualmente, alcançar essa perfeição – seja em uma encarnação ou uma centena de encarnações.

Realizações dependem de sabermos que somos perfeitos simplesmente da maneira que somos. É claro que devemos sempre estar abertos para encarar verdades desconfortáveis sobre nós mesmos e mudarmos de acordo com essas descobertas. Mas, é importante estarmos conscientes da perfeição em nossas vidas.

Você já sobreviveu a um período difícil e só mais tarde percebeu que a jornada toda ocorreu exatamente como deveria ser? Kabalistas dizem que isso acontece porque a perfeição está sempre dentro de nós. É uma faísca de Deus.

Muitas religiões colocam Deus lá fora, como uma força todo-poderosa. Mas o Zohar diz que não, a força todo-poderosa que quer nos dar toda a plenitude do mundo está dentro de cada um de nós. 

Nosso objetivo é viver a partir desse lugar. Mas isso pede uma mudança de consciência: é preciso entregar a parte de nós que fala, por qualquer que seja o motivo, “eu não sou capaz”. É a parte de você que acha que na realidade você está sozinho na sua luta.

Você não está sozinho. Você tem uma pessoa bem especial aí dentro com você. É o “você” que quer ir além, compartilhar, pensar primeiro nos sentimentos dos outros e amar incondicionalmente.

Esta semana, você tem um apoio extra para acessar a versão de si mesmo que passou em todos os testes. Use esse tempo para fazer grandes melhorias em seus relacionamentos, na situação do seu trabalho, saúde e em todas as partes da sua vida que precisam ser transformadas.

Tudo de bom,

Yehuda

Nenhum comentário:

Postar um comentário